Lugares & Paladares

Nunca foi tão barato viajar!

Por Alexandre Massoti – 08/Jul/2015



Tudo depende né? Essa frasezinha, que pode ser muito infeliz se mal aplicada, vale mais do que nunca nesse divertido e financeiramente complexo mundo do turismo. De repente ouço: "nossa, as passagens estão caras né?". Quem fala isso tem algumas alternativas:

  • ou não pesquisou direito na internet

  • ou não tem um agente de viagens competente que conseguiu as melhores tarifas pra ela

  • ou simplesmente esta de mal com a vida, não quer viajar e ainda tenta melar a viagem dos amigos.

Da cesta básica de uma viagem que inclui os seguintes produtos: passagem aérea, hospedagem em hotel e aluguel de carro (fora os periféricos mas não menos importantes como ingressos, traslados, seguro saúde, etc), o que mais faz a diferença no resultado final é a passagem. E eu tenho visto preços este ano que eu imaginava impossíveis há alguns meses atrás. Só pra citar os últimos eu vi voos para os Estados Unidos vendidos a MENOS de 200 dólares (mais barato que um fogão) e passagens pro Japão (quase 24 horas de vôo!!!) a MENOS de mil dólares . Mesmo com o câmbio nos patamares de 3,30 são valores sensacionais!

Para ser mais específico, em abril e maio houve uma chuva de ofertas de voos para Miami, Orlando, Nova York e Los Angeles com valores em torno dos 600 REAIS. Pois é, nada menos que dez parcelas de SESSENTA reais sem juros. Para ficar uma semana fazendo comprinhas e curtindo a praia de Fort Lauderdale, se gastava menos que uma tv de 32 polegadas.

Claro que há muito mais para ser considerado. Nem todo mundo pode viajar de uma hora pra outra, precisa marcar as férias, tem que ver com que vai deixar o cachorro, checar se o passaporte esta válido e em quanto tempo consegue tirar o visto. Mas de uma maneira geral percebo o mercado de turismo e QUASE toda a cadeia de fornecedores baixando seus preços e facilitando a vida de muita gente.

A data que você quer viajar também é fundamental para conseguir essas barbadas. Não adianta querer essa faixa de valores nos meses de julho, dezembro e janeiro. Simplesmente são mais difíceis por motivos óbvios. São os meses nos quais a maioria das pessoas pode ou quer viajar. Mas também não é impossível, basta planejar, pesquisar com antecedência e se consegue economizar uma boa bufunfa.

O importante é sempre ficar de olho! Os números mostram que cada vez mais brasileiros viajam, cada vez mais eles querem ir pra fora do Brasil e esta cada vez mais fácil. O turismo interno, Maceió, Fortaleza, Recife, Natal e todas as outras maravilhas que temos por aqui, ainda não decolou porque os preços não caíram tanto. Mas no mesmo instante que o governo decidir baixar os impostos no combustível do avião (improvável mas possível), guardem este texto, os aeroportos vão ficar pequenos pro TANTO de gente que vai viajar. Eu sendo um profissional desse mercado, e acima disso, um turista também, não vejo a hora que esse dia chegue. A crise existe, não sou ingênuo, mas se nós não formos otimistas, quem será?

Dica da Semana:

The Victoria Park Hotel em Fort Lauderdale

site: http://thevictoriaparkhotel.com

onde: bem localizado, perto de restaurantes, meio caminho entre praia e shoppings

porque: já que o texto é sobre esse assunto, tem valores de diárias MUITO atraentes!

Link: http://thevictoriaparkhotel.com/