Lugares & Paladares

Viagem de Cruzeiro e Ano Novo (parte 1)

Por Alexandre Massoti – 13/Jan/2016



Primeiro artigo do ano de 2016! E não podia começar de outra maneira, desejando à todos vocês, meus intrépidos leitores, um novo ano sensacional, que venha abarrotado de alegrias, realizações e muita saúde. O restante, como dizem por ai, a gente corre atras.
E depois de seis meses esperando e planejando, fiz minha viagem de Reveillon. Como também é de praxe, vou contar em dois episódios, pois esta recheada de passeios bacanas e coisas deliciosas de comer!

Depois de pensar e quebrar a cabeça com tantas opções, a Fernanda me convenceu a fazer um cruzeiro. Não que precisa-se de muito esforço pra isso, já escrevi sobre viagens de cruzeiro aqui e vocês sabem como eu gosto de um hotel flutuante. É que sempre penso em tantas opções que eu mesmo fico perdido (casa de ferreiro, espeto de madeira!). Entramos em um grupo de 3 casais, amigos de longuissima data, e “vambora”. Essa é mais uma coisa que é sempre bom em cruzeiros de navio, conhecer pessoas novas (se forem legais, OBVIO, melhor ainda).

Nos primeiros dois dias ficamos em Miami pra esperar a data de partida da nossa viagem em cruzeiro. Tentando encontrar um restaurante de hamburger e cerveja (!!) acabamos conhecendo o Cuzco Cocina Peruana, bem na área de Miami Downtown. Aliás, a ultima vez que estive ali ja faz uns 5 anos, e esta totalmente renovada e divertida! Muitos restaurantes, lojas e atrações, vale a pena uma bela passada por ali. No cardápio gigante nem tive duvidas, mandei ver um ceviche sensacional regado a uma Samuel Adams gelada na medida. Começamos BEM a viagem!

Dia seguinte já encontramos com um dos amigos e passeamos por muitos lugares, especialmente a área de Wynwood Walls. Fica perto também do centro da cidade e o bairro tem mais ou menos 40 galerias de arte. Obras a ceu aberto de vários grafiteiros do mundo todo, recomendo demais, vai render fotos lindíssimas!

No final do dia fomos beliscar alguma coisa no Smith & Wollensky, um restaurante de frente pro mar, ao lado de onde ficam atracados os cruzeiros no porto, com mesinhas ao ar livre. Não é o lugar mais barato do mundo, mas vale a pena, o steak tartare é delicioso e o "steak dry aged" é de outro mundo. Dispense a faca e pode cortar com colher esse bifão de dois dedos de altura. É de virar os olhos. Quase pedi uma maca pra sair de lá!

E no dia seguinte... tchan tchan tchan tchan!!! Vamos embarcar! O cruzeiro escolhido foi da Norwegian, que é conhecida por ter os maiores e mais animados navios do caribe. O nosso era o Getaway e vou dar alguns números pra vocês terem uma ideia: capacidade para QUATRO MIL passageiros e 1700 tripulantes, 350 metros de comprimento e altura equivalente a um prédio de 18 andares (assustador!). Mais de 20 restaurantes pra você destruir qualquer dieta, um teatro, cinema, quadra poliesportiva, campo de minigolf, parede de escalada, CINCO toboaguas, área de arvorismo, CASSINO e uma avenida de lojas. Ainda não tenho certeza se conheci o navio todo, mas me esforcei bastante!

A primeira parada era Great Stirrup Cay, nas Bahamas. A cor do mar vai ser a mesma em todas as paradas, aquele azul transparente, quase branco, maravilhoso. Fica a dica de Cruzeiro, aproveite e veja nosso pacote especial da Norwegian.

O restante continua semana que vem, não percam!!!