Lugares & Paladares

Viagem Gastronômica: Vamos comigo?

Por Alexandre Massoti – 20/Apr/2016



Vamos embarcar em mais uma viagem gastronômica. Comer é uma das minhas atividades favoritas. Eu GOSTO mesmo. Quando era criança tinha várias restrições alimentares que fui perdendo com o tempo (e com sopapos do meu pai que mandava raspar o prato). Não comia cocada, corria bem longe se serviam sagu de sobremesa e tinha nojo da gordura da picanha.

Hoje já experimentei e gostei de várias coisas "diferentes" como timo (uma glandula no pescoço do boi, deliciosa), cerebro de boi, intestino e canela de cordeiro, rins, bochecha de porco e tenho curiosidade de experimentar escorpião. Só duas coisas ainda não consegui superar o trauma: fígado (já tentei, impossível) e dobradinha (não da nem pra sentir o cheiro).

E viajar, além de visitar museus e parques, conhecer gente nova, desbravar as cidades, também é experimentar coisas novas, temperos diferentes, sair um pouco da rotina alimentar. Não tem como gostar de tudo, mas sempre tem uma surpresa agradável. Claro que tem gente que não compartilha dessa minha "ousada" opinião e muitas vezes sofre com a falta do arroz com feijão, não curtindo esse lance de viagem gastronômica.

Numa viagem à Disney com um grupo, um rapazinho de quinze anos, meu passageiro, sai do café da manhã emburrado:
- Que aconteceu Fulaninho, não vai tomar café?
- Nem vou, não tem nada de bom nesse café, maior zoado!
- Zoado? Mas tem de tudo! Panquecas nadando em mel (COMO NA FOTO DO ARTIGO) ou geléia de morango, croissants de chocolate, cheesecakes com calda de framboesa, omeletes COMPLETAS! Típico café da manhã americano. Como assim???
- Ah mano, não tem pão com manteiga nem Nescau. Não vira...
O argumento final foi inquestionável. “Não vira”.

Me arrisco (às vezes um pouco demais), mas as surpresas são gratificantes. Aquela parrillada que pedimos num restaurante argentino e tinha uma carne branca, macia, molinha e saborosa com um gosto delicioso? Era cérebro de boi! FANTASTICO! E aquele frango mexicano com “mole poblano”, um molho escuro e grosso, com um cheiro enfeitiçante, feito com... chocolate e pimenta? De lamber até a última falange dos dedos.

Em outra deliciosa viagem gastronômica pela Itália, um grupo que acompanhei fazia visitas a fábricas de queijo pela região de Cremona. Paramos para comer em um “Autogrill”, primo-irmão do nosso Graal e com um buffet de comida deliciosa. A passageira passa pelas panelonas fumegantes de pratos saborosos e se serve de alguns pedaços de beterraba e batata, e uns fiapos de frango grelhado.
- Ô Fulana, regime em viagem não dá né? (o piadista)
- Ah, não tem nada que eu goste. (e faz aquele BICO)
Dei uma boa olhada pro buffet, nada de intestinos ou curanchim.
- Mas olha que delícia, tem macarrão ao pesto, carne de panela, quiche de alho poró, TIRAMISU! Como assim "nada que eu goste"??
- Sabe o que é? To com uma saudades do arrozinho com feijão lá de casa... (ahhhhh NAO!!!)
Respira. Era o terceiro dia de viagem, comida ITALIANA e não marciana, e ela SOFRENDO de saudades.

Entendo que pessoas tem restrições alimentares, as vezes estômagos mais sensíveis que chiam e se revoltam com uma pitada a mais de coentro. Nem precisa de ousadias extremas pra ser feliz. Experimente um "cinnamon roll" num lugar chamado Cinnabon. Acabe de comer e me mande um email agradecendo a sugestão. Já ouvi comentário de uma pessoa que experimentou e me disse: "prefiro nosso brigadeiro"... Não é uma competição pra saber o que é melhor, é só pra GOSTAR (ou não).

Numa viagem que fiz a Manaus com outro grupo, provando peixes fantásticos, tucunaré, pirarucu, tambaqui, matrinchã. Vem um sujeito lá no fim da fila e dispara: "quando é que a gente vai comer aquele bifão acebolado?". Sento e choro.

Embarque conosco e se aventure em uma viagem gastronômica e novos sabores.

Contatos: (11) 3308-3000 / massoti@rosamassoti.com.br

Dica da Semana:
Burger Vegas - Jundiaí
site: www.burgervegas.com.br
Porque: fica na nossa cidade, aqui no Unit Mall, e faz lanches sensacionais por preços honestos
Prato: eu pedi um cheeseburger convencional. A carne é sensacional e o pão (brioche amanteigado), de outro mundo!